A Polícia Federal deflagrou operação nesta quinta-feira para apurar desvios da obra da hidrelétrica de Belo Monte com o objetivo de arrecadar caixa dois para a campanha eleitoral do governador do Pará, Helder Barbalho (MDB). Foi alvo de prisão temporária o ex-senador emebedebista Luiz Otavio Campos, apontado como responsável por arrecadar os recursos junto aos empresários do consórcio de Belo Monte

0saves

0saves
If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.

Comments are closed.