jul 30

Há 12 anos atrás, Ricardo Gama, eu já combatia o PT e o COMUNISMO, E e dizia TODO PODER EMANA DO POVO

0saves

Há 12 anos atrás, eu já combatia o PT e o COMUNISMO, E e dizia TODO PODER EMANA DO POVO 


É uma história longa,  salvo engano,  começou nos anos de 2007,  quando eu exercia a profissão de advogado, e resolvi comprar uma câmera para fotografar os processos,  e assim economizar o meu tempo nas filas para poder tirar xerox.

 Com essa máquina fotográfica passei a carregar ela para todos os lados,  e peguei o gosto por fazer vídeos,  e no mesmo ano em 2007,  como sempre gostei de política,  sempre defendi a direita,  a família tradicional,   o conservadorismo,   lutava contra essa sujeira da ideologia de gênero,  e o comunismo comecei a gravar vídeos no YouTube.

 No início quando comecei no YouTube,  no ano de 2007,  tudo era diferente,  praticamente eu era solitário,  deveria ver eu e mais uma outra pessoa,  que,  falava da família,  defendia os valores cristãos,  em uma época onde o YouTube era dominada pelo mal,  pelo comunismo,  e pela esquerda,  eu sofria muitos ataques,  muitas críticas,  e ameaças de morte,  principalmente quando comecei a bater pesado no Lula,  naquela facção criminosa,  o Partido dos trabalhadores,  o PT,  e também no Sérgio Cabral.

 Com o tempo abrir um blog que começou a fazer sucesso,  combatendo o comunismo e o canalha e o bandido do Sérgio Cabral,  tentaram me comprar,  mas meu caráter,  e a minha honra não tinham preço, e não me vendi,  então no dia 23 de Março no ano de 2011,  tentaram me calar,  me matando, tomei seis tiros dois atingindo a minha cabeça,  e um no peito, e ainda  recebi vários processos,  e mais,  e mais, ameaças de morte que não paravam,  aí não tive outra opção, todo machucado, recém operado e com muitas dores,   não tive outra alternativa , a não ser me afastar !!!

Mas agora voltei por Jair Bolsonaro !


Ricardo Gama site Ricardogama.net  http://ricardogama.net/

Ricardo Gama Instagram https://www.instagram.com/ricardogamabr/?hl=pt-br

Grupo Facebook Bolsonaro 2022   https://www.facebook.com/groups/469971167208264/

Colabore com o canal do Youtube do Ricardo gama com o Apoia se Ricardo Gama https://apoia.se/ricardogama

Vaquinha Ricardo Gama apoie e colabore com esse meu trabalho se puder, muito obrigado  http://vaka.me/817022

Página Ricardo Gama Facebook curta, incsreva-se, e compartilhe https://www.facebook.com/blogueiroricardogama/?modal=admin_todo_tour

Grupo WhatsAppp Pró  Bolsonaro https://chat.whatsapp.com/HVmww8DSNjw2z5EJESkOqY

Apoie o Canal por depósito em Conta Corrente.

Ricardo Gama

CPF 014.637.237-92

Banco Itaú 

Agência 4515

Conta Corrente 12634-2 

Ricardo Gama WhatsApp 21 9 9140-9317

 

 

#ricardogama #bolsonaro #deus

 

 

Apoie o Canal por depósito em Conta Corrente.

Ricardo Gama

CPF 014.637.237-92

Banco Itaú 

Agência 4515

Conta Corrente 12634-2 

 

 

Ricardo Gama WhatsApp 21 9 9140-9317

 

 

Ricardo Gama Canal no Youtube se inscreva  https://www.youtube.com/channel/UCP3a5BveV3eZiG8CCgEIjHA

 

 

Ricardo Gama Instagram https://www.instagram.com/ricardogamablog/?hl=pt-br

 

 

Grupo Facebook  Bolsonaro 2022  https://www.facebook.com/groups/469971167208264/

 

 

Ricardo Gama Página Fecebook https://www.facebook.com/blogueiroricardogama/?modal=admin_todo_tour

 

Ricardo Gama Facebook perfil https://www.facebook.com/profile.php?id=100011485027319

 

 

2 Grupo Ricardo Gama Whatsapp  https://chat.whatsapp.com/GBzJdtvPyaNGWQ5qQEsw53

 

 

Advogados On line BR https://www.youtube.com/channel/UCXaqqrshB9qog2rfLpMJIoQ

 

 

Ricardo Gama Telegram entre e participe   https://t.me/joinchat/NA9EvEvM91KTw-c-DrEkbA

 

 

Ricardo Gama Canal no Youtube se inscreva  https://www.youtube.com/channel/UCP3a5BveV3eZiG8CCgEIjHA

 

 

Ricardo Gama Instagram https://www.instagram.com/ricardogamablog/?hl=pt-br

 

 

Grupo Facebook  Bolsonaro 2022  https://www.facebook.com/groups/469971167208264/

 

 

Ricardo Gama Página Fecebook https://www.facebook.com/blogueiroricardogama/?modal=admin_todo_tour

 

Ricardo Gama Facebook perfil https://www.facebook.com/profile.php?id=100011485027319

 

 

2 Grupo Ricardo Gama Whatsapp  https://chat.whatsapp.com/GBzJdtvPyaNGWQ5qQEsw53

 

 

Advogados On line BR https://www.youtube.com/channel/UCXaqqrshB9qog2rfLpMJIoQ

 

 

Ricardo Gama Telegram entre e participe   https://t.me/joinchat/NA9EvEvM91KTw-c-DrEkbA

 

 

jul 30

Dias Toffoli COMUNISTA GOVERNA o Brasil, e exige que Rodrigo Maia que crie leis para se protegerem, isso pode ?

0saves

Globo

BRASÍLIA — O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli, sugeriu nesta quarta-feira que juízes e integrantes do Ministério Público só possam disputar uma eleição pelo menos oito anos depois de deixarem o cargo. E pediu que o Congresso aprove uma lei nesse sentido. Em resposta, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), prometeu pautar “em breve” a proposta.

Hoje, é preciso esperar seis meses para ser candidato. A proposta em discussão na Câmara só valeria para casos futuros. Assim, caso aprovada, não impediria por exemplo, a eventual candidatura presidencial do ex-juiz Sergio Moro em 2022. Ele deixou o cargo em 2018 para se tornar ministro da Justiça a convite do então presidente eleito Jair Bolsonaro.

Na Câmara dos Deputados, sempre houve apoio de líderes de centro em torno de uma proposta de quarentena para juízes que deixem a carreira para disputar eleições. Além do ex-ministro Sergio Moro, há outros casos de juízes que se popularizaram na esteira das bandeiras de combate à corrupção, como a ex-juíza Selma Arruda, eleita senadora e depois cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

— É um assunto que tem que ser analisado com toda a cautela — diz Carlos Sampaio (SP), líder do PSDB na Câmara. — Existe uma preocupação concreta de alguns parlamentares de que se use a carreira como trampolim para uma candidatura e isso deve ser objeto de reflexão. O importante é que qualquer medida seja para frente, e não para trás, para não parecer que é algo direcionado a alguém.

Em sessão do CNJ que discutia o caso de um juiz que participava de “lives” político-partidárias, Toffoli destacou que os juízes tem que observar limites constitucionais, legais e éticos de modo a preservar sua imparcialidade. Ele afirmou que já vem defendendo a ideia de fixar um prazo maior de inelegibilidade há algum tempo.

— Porque assim se evitaria a utilização da magistratura e do poder imparcial do juiz para fazer demagogia, aparecer para a opinião pública e depois se fazer candidato. Quem quer ser candidato, seja como magistrado, seja como membro do Ministério Público, tem que deixar a magistratura, tem que deixar o Ministério Público. E há que haver um período de inelegibilidade, sim — afirmou Toffoli.

Ele demonstrou preocupação com os reflexos de candidaturas de ex-magistrados na respeitabilidade e imparcialidade do Judiciário. E, sem mencionar nomes, disse que há magistrado que, incensado pela imprensa, já pensa em candidatura a presidente:

— A imprensa começa a incensar determinado magistrado e ele já se vê candidato a presidente da República, sem nem conhecer o Brasil, sem nem conhecer seu estado, sem ter ideia do que é a vida pública. Quer ir para a política? Pode ir. Saia da magistratura. E tenha um período de inelegibilidade. E aqui, publicamente, eu volto a pedir ao Congresso Nacional: estabeleçam prazos de inelegibilidade para membros da magistratura e do Ministério Público que deixarem suas carreiras para que não possam, magistrados e membros do Ministério Público, fazer dos seus cargos e das suas altas e nobres funções meios de proselitismo e demagogia.

— O presidente Toffoli está correto. Já existem projetos tramitando na Casa e essa matéria está sendo amadurecida e está muito perto de se chegar a um entendimento, que as carreiras não podem ser utilizadas como trampolim. A estrutura do Estado não pode ser utilizada como trampolim pessoal — disse Maia.

O presidente da Câmara afirmou que a postura de Toffoli pode acelerar a tramitação da matéria:

— Certamente [vamos pautar em breve]. Muita gente queria votar no primeiro trimestre, mas a pandemia acabou atrasando. Estava na ordem do dia, mas certamente com a posição do presidente do Supremo a pauta é refeita. Nos ajuda a refletir de fato a urgência dessa matéria.

O período proposto por Toffoli também será levado em consideração, segundo Maia. Para ele, “o parlamento deve ouvir” o ministro:

— Acho que essa transição entre uma carreira de Estado e as eleições, ela precisa ter um prazo. O presidente Toffoli conhece a engrenagem do Poder Judiciário muito melhor do que eu. Certamente sabe o impacto, propôs 8 anos. É um prazo longo, são duas legislaturas.

jul 30

Guerreiro Patriota e Conservador vai à frente da casa de Felipe Neto LIXO com carro de som e protesta contra a ideologia de gênero e a Natura #naturanao #nboicotenatura

0saves

 

Ver essa foto no Instagram

 

Apoiadores de bolsonaro foram fazer protesto na frente da casa do @felipeneto #felipeneto

Uma publicação compartilhada por I F U X I Q U E 🙊 (@ifuxique) em

Apoiador de Bolsonaro vai à frente da casa de Felipe Neto LIXO  com carro de som e protesta contra a ideologia de gênero e a Natura #naturanao #nboicotenatura

Parabéns patriota, deveriam ter sido milhares junto com você !!!

#maescontrafelipeneto

Temos que conscientizar os pais e as mães que esse lixo do Felipe Neto é um câncer para a sociedade, e para as crianças !!!

A briga de apoiadores de Jair Bolsonaro contra Felipe Neto extrapolou os limites da internet nesta quarta-feira (29) e foi parar em frente à casa do youtuber. Com um carro de som e bandeiras do Brasil penduradas por toda a parte, um homem usando usando verde e amarelo gritava contra Felipe no microfone, na entrada do condomínio de luxo onde ele mora. 

 

 

jul 30

Serra vira réu, mas Toffoli suspende investigações contra na 1ª instância e na Justiça Eleitoral

0saves

GLOBO

BRASÍLIA — O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, determinou a suspensão de duas investigações contra o senador José Serra (PSDB-SP), uma na primeira instância e outra na Justiça Eleitoral, que realizaram operações de busca e apreensão contra o tucano nas últimas semanas. A decisão de Toffoli acontece no mesmo dia em que Serra virou réu em processo na 6ª Vara Criminal da Justiça Federal de São Paulo, por lavagem de dinheiro.

Toffoli acolheu pedido da defesa de Serra em duas reclamações protocoladas diretamente ao STF. Os processos estão sob a relatoria do ministro Gilmar Mendes, mas Toffoli concedeu as decisões no plantão judicial. No inquérito da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, Toffoli havia suspendido na semana passada a realização de busca e apreensão no gabinete de Serra, na Operação Paralelo 23, da Lava-Jato Eleitoral.

Na outra investigação, Serra já havia sido denunciado por lavagem de dinheiro pela força-tarefa da Lava-Jato de São Paulo e virou réu nesta quarta-feira. Em 3 de julho, ele foi alvo de busca e apreensão, no mesmo dia em que a denúncia foi divulgada. A investigação rastreou pagamentos da Odebrecht para uma conta da filha do senador, Verônica Serra, na Suíça. Ela também foi denunciada.

Os inquéritos foram enviados à primeira instância e à Justiça Eleitoral por decisões anteriores do STF, que reconheceu a inexistência de foro privilegiado porque se tratavam de fatos anteriores ao atual mandato. Toffoli, entretanto, acolheu o pedido da defesa que apontou a usurpação da competência do Supremo. A defesa argumentou que as duas operações de busca e apreensão determinadas contra o senador apresentavam risco de que fossem colhidos documentos relacionados ao atual exercício do seu mandato, o que seria atribuição do STF.

A operação da 6ª Vara Criminal, entretanto, nem solicitou buscas no gabinete do senador. Apesar disso, a defesa apontou que Serra foi alvo de buscas em sua residência e que, neste local, ele guardaria documentos sobre sua atividade parlamentar.

“Zeloso quanto ao desempenho das altas funções institucionais do Supremo Tribunal Federal e por reconhecer, na espécie, o caráter de urgência do pedido, que narra a existência de fatos que sugerem o desrespeito à competência constitucional da corte e enunciado da súmula vinculante, passo à análise da medida cautelar pleteada, reconhecendo, desde logo, a plausibilidade jurídica do direito vindicado neste juízo de cognição sumária”, escreveu na decisão.