jan 29

#AllanNoSTFNao Allan dos Santos do Terça-Livre intimado ilegalmente pelo STF GESTAPO

0saves

#AllanNoSTFNao  Allan dos Santos do terça-Livre intimado ilegalmente pelo STF GESTAPO

allan dos santos, terça livre, stf, dias tofoffoli, gilmar mendes, alexandre de moraes,

 

jan 22

Glenn Greenwald parece que está com medo, e prefere esperar o LAXANTE Exmo. Gilmar Mendes voltar ao STF

0saves

Fala ái ou canalha Verdevaldo, posso lhe chamar de canalha, estou sob manto da liberdade de expressão e da imprensa, ou essa PORRA, só verve para militante comunista e petista ?

Mas voltando, caro canalha  Glenn Greenwald parece que você não está tão seguro da sua inocência, parece que até com medinho está, tipo se cagando, prova de tal fato é que não quyer encarar o Luiz Fux no STF, já que ele não é muito adepto a soltar bandidos.

E como está registrado na matéria acima, devido ao recesso judiciário, você vai aguardar o laxante Gilmar Mendes voltar, já que ele mesmo, ainda que seja proibido juízes se manifestar sobre decisões que podem vir a tomar no futuro, o tal laxante já disse que a sua denúncia ´´uma afronta a liminar que ele concedeu, dessa forma, com certeza, quando ele voltar, e você correr para o colo do titio Gilmar, ele vai deferir um Habeas Corpus rasgando tudo e mandar arquivar a porra toda contra você, certo ?

Mas a pergunta, e o povo BRASILEIRO, como vai reagir ?

Um dia a PORRA do copo de água vai derramar, fica a dica aos canalhas do STF !!!

jan 21

BOMBA URGENTE !! Glenn Greenwald e os e os áudios do militante do PT com a quadrilha criminosa !!!

0saves

Boatos já dão conta que o mandado de prisão de Glenn Greenwald pode já estar sendo emitido, terá tempo hábil para o SUPER GILMAR MENDES o defensor de bandidos chegar a tempo ? TIC TAC…

Se esses áudios não forem suficiente para que o SUPER GILMAR MEDES caia na real, e veja que o Verdevaldo é um criminoso, aí meu irmão, não tem ouro jeito, manda chamar o soldado e o jipe, pronto falei !

ornal O GLOBO

BRASÍLIA — Os diálogos utilizados pelo Ministério Público Federal do Distrito Federal (MPF-DF) mostram que o jornalista Glenn Greenwald não respondeu ao hacker Luiz Henrique Molição quando este o questionou se deveria invadir o aplicativo Telegram de outras autoridades e sugeriu que ele apagasse as mensagens obtidas por meio da invasão para que a identidade de sua fonte não fosse descoberta.

O jornalista foi denunciado nesta terça-feira na Operação Spoofing, acusado de ser partícipe das invasões ao Telegram de autoridades públicas. Dentre os alvos dos hackers estavam o ministro da Justiça Sergio Moro e o coordenador da Lava-Jato Deltan Dallagnol.

Em nota, os advogados Rafael Borges e Rafael Fagundes, que defendem Greenwald, dizem que a denúncia foi recebida com “perplexidade” e que o objetivo é “depreciar o trabalho jornalístico” realizado pelo proffisional.

MOLIÇÃO: Sim. A gente também queria saber a sua opinião a respeito de algo. Como, assim que você publicar os artigos, todo mundo vai excluir as conversas, todo mudo vai excluir o Telegram, a gente queria saber se você, o que você recomenda fazer. A gente tem alguns nomes separados, a gente pegar esse final de semana já puxar a conversa de todo mundo ou deixar quieto por um tempo. Porque as… tem tem pessoas que tem um número antigo, ou seja, nem tem mais o número, que dá pra puxar as conversas que tem.

LENN GREENWALD: Sim, sim. É difícil porque eu não posso te dar conselho, mas eu eu eu eu tenho a obrigação para proteger meu fonte e essa obrigação é uma obrigação pra mim que é muito séria, muito grave, e nós vamos fazer tudo para fazer isso, entendeu?

MOLIÇÃO: Sim. É que conforme o… é… se a gente puxar essas conversas, corre o risco de acabar saindo mais notícia. Então isso pode de alguma forma é… prejudicar, então isso que é a nossa preocupação.

GLENN GREENWALD: Entendi, entendi. Ah… sim, sim. A nossa nossa, quando publicamos, única coisa que nós vamos falar é que nossa parte disse que ele está dando esses documentos porque ele descobriu “muito corrupção”, “muitos mentiras”, “muitos coisas” que ele acreditou, o público tem direito para saber, que ele disse que ele não tem a… ele não está apoiando uma ideologia, nem um partido, que qualquer corrupção, esses documentos mostram que ele quer que “nós reportar”, reportarmos, e que nós vamos reportar. E é só para fortalecer a democracia e limpar a corrupção né? É só isso que estamos falando. E também nós vamos falar que nós recebemos todos os documentos muito antes “dessas artigos” da outra semana sobre Moro, sobre outra coisa sobre hackeados.