jul 24

Terça Livre / Allan dos Santos em queda livre perdendo milhares de inscritos e visualizações, conforme site Social Blade / Jair Bolsonaro

0saves

Allan dos santos em queda livre…

Parece que o Brasil começou a acordar, o Canal do Youtube Terça Livre do Allan dos Santos, está em queda livre, perdendo milhares de inscritos, e visualizações, isso logo quando eles se viraram contra Jair Bolsonaro.

Mas Allan insiste na narrativa de que não está se virando contra Bolsonaro, mas que são “críticas pontuais”, bem isso não é que o Brasil, e os seus milhares de inscritos estão vendo, prova é que são milhares de pessoas abandonando o canal, conforme o gráfico do Social Blade abaixo,

Parece que o Allan , tal como a Joice hasselmann vai ter que devolver a placa do YouTube de 1 milhão, a conferir !

Social Blade

Inscritos em queda livre, vazando do canal, vejam a linha caindo….

Visualizações em queda livre, inscritos vazando do canal, vejam a linha caindo….

 

 

 

jul 20

Ozzy Return detona e desmascara o Youruber Alberto Silva do Canal Giro de Notícias sobre a tal vaquinha / Bruno Jonssen / Jair Bolsonaro

0saves

ALERTA ! CUIDADO! Tem muita gente usando o nome de Jair Bolsonaro, e se dizendo de direita para ganhar muito, mas muito dinheiro, fiquem espertos, essas palavras aqui eu não me refiro a ninguém, principalmente a ninguém aqui abaixo relatado, é apenas um aciso geral !

Ozzy Return detona e desmascara o Youruber Alberto Silva do Canal Giro de Notícias, vejam os vídeos abaixo,

O tal do Alberto Silva / Giro de Notícias, além de primeiro lamentar a Operação da Polícia Federal em sua casa a mando do cabeça de piroca, Alexandre de Moraes do STF, em um inquérito totalmente nulo e ilegal, Alberto chegou a gravar um vídeo com a PF saindo de sua casa quase chorando…

Mas as coisas mudaram, Albeto Silva, abriu uma vaquinha, solicitando e pedindo R# 30,000 (trinta mil reais) para comprar novos aparelhos, computadores, e celular, e acabou arrecadando, pasmem, quase R$ 50,000 (cinquenta mil reais), ao meu ver dinheiro mais do que suficiente para comprar tudo o que perdeu.

Com R$ 50 mil reais no bolso, o mesmo Alberto Silva que antes chorava por causa da perda dos seus aparelhos a mando do cabeça de piroca, passou curiosamente, a defender a operação que dias atrás o fez quase chorar, fazendo um vídeo APOIANDO SIM a ilegal e malfadada operação, como defendendo em tese a sua legalidade, e que realmente tudo fosse investigado, e se existisse em tese algum Youtuber criminoso que fosse preso, conforme vídeo abaixo.

,,,,,

Caralho, surreal, como o dinheiro faz as pessoas mudarem de idéia.

O Ozzy Return em uma live, que foi “invadida” pelos o tal do Alberto Silva / Giro de Notícias, tentou desmerecer o Ozzy Return, que em um vídeo expôs tudo aqui acima relatado,  Alberto tentou criar a narrativa de que os50 mil reais, também seriam usados para pagar advogado no sue caso do STF, mas o Ozzy alegou que isso não havia sido exposto na vaquinha, mas Alberto disse que teria sido dito em seus grupos de zap e Telegram, o que depois não foi comprovado, ou seja, em nenhum momento, Allberto Silva disse que o dinheiro era para advogados.

Que fique claro, o problema não ´´o Alberto Silva ter feito uma vaquinha, mas sim a sua falta de transparência para com is seus inscritos ao meu ver, e na do Ozzy Return também.

Não sou contra vaquinhas, mas tempos que ser honestos, e claros, não estou dizendo que o Alberto Silva seja desonesto, mas faltou transparência, e achei muito covarde  fato dele ter mudado de idéia no que tange essa operação ilegal para nos calar, quando arrecadou coincidentemente os cinquenta mil reais.

O pior é que o seu Alberto Silva, co contrário do que disse em seu vídeo onde pede a vaquinha, não é um pobre coitado, mas pelo vídeo abaixo do Ozzy Return, ele ´´um cara de muitas posses, casas, e sítios onde faz grandes plantações, ou seja, ele de fato, não teria condições de comprar novo computadores ? Para que a vaquinha ?

Vejam o vídeo do Ozzy Retun e tirem as suas conclusões, de quem ´´Alberto Silva, e se de fato ele é tão pobre, ao ponto de não ter condições de comprar um novo PC ?

Para piorar o Youruber Bruno Jonssen ,  que já foi muito próximo a Alberto Silva o Giro de Notícias, e outros,  manda duro recado para supostos vagabundos que ficam enganando seus inscritos como se pobre fossem, que enganam inscritos, assistam o vídeo todo, e como dito, tirem as sua conclusões.

E Bruno Jonssen não parou aí, o que desde já eu dou a ele os meus parabéns por ter a coragem, dignidade, e a honra de falar a verdade, através de um comentário que ele postou no canal do Ozzy Return, onde ele faz referência a um picareta que vende um tal de tônico capilar, prometendo fazer o cabelo crescer, quando o sem vergonha que faz essa venda, nem cabelo tem, leiam o comentário de Brunos !

E mais, o que esse malandro vende, é apenas um arquivo de PDF, um tipo de uma receita, onde orienta as pessoas a comprar certos medicamentos e usar, mas vcalma aí, o PDF ´´uma receita, o que, tipo médica, mas o cara não é médico ?

Seria isso tipificado no Artigo 282 do Código Penal, o CRIME Do Exercício Ilegal da Medicina ?

Leiam o comentário de Bruno.

Para finalizar esse post, na forma da lei eu concedo todo o direito de resposta ao tal do Alberto Silva, procurado pelo seu Zap não obtive resposta, basta Sr Giro de Notícias me mandar um zap para 21 9 9140-9317, que eu incluirei aqui nessa postagem o seu direito de manifestação.

jul 19

Art 282 do Código Penal: Exercício Ilegal da Medicina é CRIME

0saves

Esse post é apenas o início, mas fica a dica, para alguns Yourubers que tem vendido recitas pela internet, através dos seus canais no Youtube, sem ser médicos, isso é crime GRAVE !

O post ainda continua…

Exercício ilegal da medicina, arte dentária ou farmacêutica

        Art. 282 – Exercer, ainda que a título gratuito, a profissão de médico, dentista ou farmacêutico, sem autorização legal ou excedendo-lhe os limites:

        Pena – detenção, de seis meses a dois anos.

        Parágrafo único – Se o crime é praticado com o fim de lucro, aplica-se também multa.

Foi-se o tempo em que as pessoas recorriam ao farmacêutico de sua confiança para tentar curar aquele mal-estar que surgia no meio da noite. Tradicionalmente, esta situação fez parte do cotidiano de muitas pessoas, principalmente os mais “antigos”. Mas, hoje, elaborar um diagnóstico e receitar remédios sem que seja por um médico não é mais permitido por lei. Casos considerados prática ilegal da medicina, entretanto, não são raros de se encontrar, inclusive em Criciúma e região. “Nós temos informações de que há balconistas de farmácia e farmacêuticos que costumam atender pessoas e fazer diagnósticos. Às vezes até prescrevem medicamentos”, afirma o médico Rômulo Pizzolatti, delegado do Conselho Regional de Medicina de Santa Catarina. Pizzolatti conta que, recentemente, houve três casos num posto de saúde do município em que pacientes apareceram com uma receita feita por um atendente de farmácia ou farmacêutico. “Isso é muito grave. Trata-se prática ilegal da medicina e é caracterizado como estelionato”, enfatizou o médico. Falta denúncia formal junto ao CRM Segundo ele, a punição àqueles que comentem essa prática esbarra na falta de uma denúncia formal junto ao Conselho Regional de Medicina. “O cidadão tem medo de ser prejudicado de alguma forma e, portanto, prefere não se identificar. O problema é que precisamos de uma prova substancial para formalizar a denúncia. Neste caso, uma testemunha que afirme categoricamente que foi até determinado estabelecimento e recebeu este tipo de atendimento”, destaca. Quem recorre a um atendimento de quem não seja um profissional devidamente registrado junto ao Conselho corre vários riscos. “A pessoa pode diagnosticar uma pneumonia, quando o paciente pode ter um câncer. Sem contar o risco de intoxicação por medicamento”, alerta Pizzolatti. “Somente o médico tem a capacidade técnica e a formação para apresentar um diagnóstico preciso e recomendar a medicação adequada a cada paciente”, finaliza. Fonte: A Tribuna Net

jul 19

Luiz Fux Miinistro do STF defende a “CENSURA” e quer responsabilizar plataformas por fake news

0saves

Com todo o respeito a V.Exa.m mas  o Ministro Luiz Fux, futuro Presidente do STF, ele tende a defender a censura, isso é surreal !

Fux querer responsabilizar as plataformas, tal como Youtube, Twitter, Facebook, e Instagram é inaceitável, já existe mecanismos legais, para que elas removam o conteúdo, sem que sejam responsabilizadas.

Se houver responsabilidade das plataformas, haja vista, elas não terem como controlar milhões de postagens que são feitas por segundo, não terão outra alternativa, a não ser sair do Brasil.

E a tal fake news ? O que é  isso ?

Seu Fux quem vai dizer o que é fake news, ou não, a grande extrema imprensa, a que mais manipula e engana o povo ?

Com todo o respeito, mas o tal do Fux começou mal, acorda Brasil, vamos reagir, defender a nossa liberdade de expressão e opinião.

Esse discurso de Fux,  só corrobora esse inquérito nulo, e criminoso do cabeça de piroca, digo do Alexandre de Moraes, que visa derrubar Jair Bolsonaro, e p prender os seus apoiadores !

UOL

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux defendeu a responsabilização das redes sociais no combate às fake news, durante debate virtual realizado neste sábado, 18, pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP).

 

“Não é possível que uma plataforma não possa ter, com tantos instrumentos tecnológicos, um meio de filtragem daquilo que vai causar um efeito sistêmico extremamente nocivo para o País”, disse. Para o magistrado, o discurso de defesa do conteúdo não pode exonerar as plataformas de realizar uma triagem notícias falsas que possam ser nociva ao País. “Acho que é uma questão de soberania nacional”, disse o ministro.

“Quer trabalhar nessa área tão sensível? É preciso ter instrumentos capazes de filtrar elementos que atentem contra a soberania do País. É minha opinião, diante dos fatos alarmantes que tivemos conhecimento”, disse Fux.

 

O ministro do STF também falou sobre a responsabilidade da sociedade no compartilhamento das fake news. “Quando tiver uma notícia de grande repercussão é preciso que haja uma checagem da população antes de compartilhar. A população compartilha sem checar e a melhor fonte de checagem é a imprensa oficial”, disse.

 

Senadores aprovaram um projeto de lei sobre o tema no fim do mês passado após um “vai e vem” de versões e uma série de polêmicas em torno da proposta. O texto recebeu 44 votos favoráveis e 32 contrários. A proposta está agora na Câmara, onde deputados iniciaram debates para modificar o projeto.

 

O primeiro de dez encontros entre parlamentares e especialistas foi realizado nesta semana. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que o objetivo é fechar um texto de consenso, “ainda melhor” do que o aprovado pelo Senado.